Publicado a Jun 19, 2017

Estou em casa nú. Alguém toca à campaínha. O que fazer?

Publicado em CORPO E MENTE
Comentários 1 Comentário

Decerto que muitos já se viram enfrentados com esta situação.

Estamos em casa, despidos, sem qualquer preocupação, até que subitamente alguém toca na nossa campainha.  Aposto que muitos vocês, nudistas ou não, apressam-se logo a vestir qualquer coisa para se cobrirem enquanto esperam que a pessoa do outro lado não volte a tocar à campainha e a estranhar a demora.

Este é um “problema” bem comum que afeta todos aqueles que repudiam o uso de roupas lá por casa. Eu repudio. A não ser que faça frio.

Pois bem. Qual será a solução para tal maleita?

Na minha opinião, é tudo uma questão de mindset. Reparem.

Vocês vão de férias para resorts naturistas, para aqueles com espirito associativo, participam em atividades e eventos da associação naturista ao qual pertencem, vocês passam o verão inteiro em praias naturistas, mas, no entanto, aquela que deveria ser a vossa maior zona de conforto, é aquela cuja grande maioria tende em criar mais barreiras.

Malta, é a vossa casa (para quem tem casa própria). Não acham que o vosso espaço deveria ser respeitado pelos outros? Não digo que devamos abrir a porta em pelota ao Sr. da Telepizza pois certamente ele iria ficar atrapalhado e quem sabe fugir (free pizza yey) mas, no entanto, quantos de vocês realmente estão à vontade quando algum amigo ou familiar entra no vosso lar? Aposto que a grande maioria não o faz.

Pois bem malta, este, é na minha opinião, o primeiro passo para criar uma maior aceitação com a nudez. Para além de não ser qualquer tipo de ofensa pessoal a quem vos visita, pois estão na vossa propriedade, certamente grande parte das pessoas que frequentam o vosso lar já saberão que são nudistas. Qual será o problema de afirmarem este nosso estilo de vida na vossa própria casa?

Digam às pessoas aquilo que irão encontrar. Se são realmente amigos, estarão a borrifar-se para o facto de se estar vestido ou nu e irão aceitar-vos como vocês são. O mesmo com os familiares.

Há que afirmar o nosso estilo de vida reprimi-lo com medo do que alguém possa pensar. 

No entanto, é preciso haver peso e medida. Não vamos passar a ceia de natal em pelota, não é? Mas existe exatamente a situação oposta. Neste momento, as temperaturas rondam os 25ºc. Durante o dia rondaram os 30ºc. Acham que alguém no seu perfeito juízo anda vestido em casa? Eu não!

Isto é, no entanto, a minha opinião.

E vocês? Costumam ficar despidos com visitas?

Publicado a Jun 13, 2017

Época Balnear 2017 – O primeiro dia, o Surf e os mirones.

Publicado em CORPO E MENTE
Comentários Deixa um comentário

Finalmente.

Após um inverno incrivelmente estupido no que diz respeito em termos de pluviosidade e temperaturas baixas, eis que na semana passada finalmente consegui a proeza de apanhar sol, ar puro, bronzear a pele e acima de tudo, não me constipar.

As previsões meteorológicas não eram as mais animadoras, no entanto, enfrentei os previstos 25ºC de máxima e fiz-me à estrada. Bute lá para a Costa de Caparica (reparem que usei o “de” e não o “da”, pormenores)

No que diz respeito às praias da Costa gosto de me pôr a caminho o mais cedo possível. Acho incrivelmente desanimador estar numa fila de transito debaixo do Aqueduto Das Águas Livres sem qualquer razão aparente.

No que diz respeito a praias naturistas, a da Bela Vista é a minha eleição. Os acessos são relativamente fáceis, a praia tem um areal extenso e até se consegue tomar uns banhos (quando todos os planetas estão alinhados e a água está a temperaturas mais ou menos aceitáveis). Quando cheguei fiz a rotina habitual. Um cafezinho na esplanada com vista mar e toca de ir para o areal.

Para minha grande surpresa, as temperaturas estavam bastante agradáveis e o vento era pouco, o que facilitou bastante o resto do dia. No entanto, tive outras surpresas não tão agradáveis. Para minha surpresa, apareceu mais um estabelecimento dedicado aos praticantes de Surf. Neste caso o mesmo serve para aluguer de pranchas. Nada contra os praticantes da modalidade, acho que o desporto é saudável e recomenda-se, no entanto, não consigo deixar de reparar que cada estabelecimento novo que abre, a tendência é para colocarem os mamarrachos das lojas para o lado naturista. Não convém chatear os senhores das espreguiçadeiras, não é? Ainda para mais, um surfista que se preze tem uma prancha ou pede aos pais pelos anos.

Não pude também deixar de reparar na ausência da placa que indica o inicio da zona naturista. Todos os anos esta desaparece, se calhar os senhores das espreguiçadeiras andam a fazer coleção. Será?

No entanto, tudo isso passa ao lado, nós naturistas, sabemos muito bem onde começa e acaba a zona para se andar ao léu e se formos um bocadinho mais para lá até vem o Sr. Nadador Salvador informar para irmos um bocadinho mais para a esquerda, não vá os senhores das espreguiçadeiras ficarem ofendidos com a nossa nudez.

O que me deixa realmente chateado, é o facto constantemente ocuparem a zona naturista, não se sendo naturista. Não entendam isto do modo errado, as pessoas são uma coisa porreira, no entanto, abancarem a 5 metros de distância ficando só de calção zito de banho, huummm… é suspeito.

Detesto ser portador de más notícias meus amigos, mas esta gente é uma espécie rara que dificilmente será extinta. São os chamados Mirones. Mais uma vez, nada contra, querem olhar, be my guest, é sinal que está tudo no sítio, no entanto já ganhavam juízo não acham? Ali, estão pessoas sozinhas, casais e famílias e a zona “têxtil” tem cerca de 260 metros de areal para vocês estarem mais que à vontade. Sabem o que mais tinha 260 metros?  O Titanic. E mesmo quando se estava a afundar, cabia lá uma data de gente.

Vá lá malta, a areia é igual do “vosso” lado e o sol também. Querem experimentar o naturismo, venham daí e ponham tudo a arejar. Agora, ficar a olhar porque sim, é só esquisito e a malta não gosta.

Boa Praia

Publicado a Dez 13, 2016

Ao léu num tanque de privação sensorial – Eu fiz e recomendo!

Publicado em CORPO E MENTE
Comentários 2Comentários

Uma das dificuldades dos naturistas, é encontrar actividades de inverno onde o nudismo seja permitido. Sim, existem as praias, mas para além de me sujeitar a apanhar uma valente carrraspana, o bronze de Dezembro não é nada de especial.

No entanto, existem algumas gemas escondidas por este país que vão ao encontro do interesse naturista.

A minha mais recente descoberta (vá,não é bem recente porque até já tinha experimentado) inclui estar de papo para o ar, fechado numa cápsula com uma quantidade considerável de água onde a luz é inexistente, o sonho de qualquer claustrofóbico.

Publicado a Dez 01, 2016

4 Anos a reNUvar

Publicado em NUTICIAS

 

bday_2016

4 Anos a reNUvar
Em menos de nada, passaram-se 4 anos.

Olá! Eu sou o David, criador do blog reNUvar e autor da grande maioria dos textos. Este vai ser um pouco diferente do habitual, mais pessoal, uma vez que nestes anos todos optei por dar a conhecer mais o naturismo, do que a mim próprio.

O reNUvar nasceu como um passatempo, como uma forma de exprimir e, ao mesmo tempo, divulgar o meu interesse pelo estilo de vida naturista. Longe de mim pensar que 4 anos depois o blog estaria online e (vai-se lá saber como) com visualizações.

A ideia nasceu em 2013, altura em que fiquei desempregado, quando a famosa “crise” atingiu o país, e a oferta de empregos não era a mais abundante. Então, como forma de passar o tempo à espera das entrevistas que não chegavam, criei o o primeiro artigo relacionado com o naturismo, que enviei para publicação no blogue do Clube Naturista do Centro: “As redes sociais mostraram-me o naturismo”. Foi o bom feedback que despoletou a ideia para um blogue só meu.

O objectivo inicial, era dar a conhecer o naturismo às pessoas, desmistificar a velha ideia que o naturismo e o nudismo são para gente do passado e de certa forma, reciclar essa ideia, renovar. E assim nasceu o nome “reNUvar”. A partir daí, começou a investigação por conteúdo, planificação do blogue (programação, design etc…), até ao pormenor de me começar a preocupar com Hit Counts (número de visitas) e Google Analytics.

Deu e continua a dar bastante trabalho, mas vale a pena cada minuto.

E o que mudou nestes 4 anos?

Bem, quero acreditar que tenha conseguido desmistificar o naturismo,e ao mesmo tempo vos ter entretido com os vários artigos deste blog. Eu próprio, adepto do estilo de vida, fiquei com um conhecimento bem mais alargado devido às horas de pesquisa por conteúdo novo e interessante aqui para o blog. Acreditem, não é fácil.

Fazendo uma pequenas retrospectiva, noto que o naturismo evoluiu, especialmente em Portugal e espero que o reNUvar tenha contribuído alguma coisa para isso. Temos a famosa Légua Nudista, que já conta com a 4ª edição e com um número cada vez maior de participantes. Temos o CNC (Clube Naturista do Centro) que de ano para ano fica mais consistente e com nova vida.

Num plano mais pessoal, os espaços naturistas são, cada vez mais, considerados como algo natural e noto que as próprias pessoas encaram o estilo de vida de uma outra forma. Como consequência, também o próprio blog evoluiu e continuará a evoluir.

Com o 4º aniversário, decidi dar uma cara nova ao reNUvar. O logótipo foi renovado (ihih) e decidi optar por um aspecto mais simples e directo. O conteúdo, esse irá manter-se o mais actual possível, trazendo as mais variadas notícias relacionadas com o naturismo, mas tal como estou a fazer com este artigo, irei dar um toque mais pessoal ao conteúdo. Acredito que a experiência pessoal de cada um poderá tirar dúvidas ou medos que possam existir, para que queiram experimentar este estilo de vida. E que melhor maneira de partilhar isso senão através deste blog?

O estilo de vida naturista, que como sabem passa por vários pontos para além do nudismo, está bem implementado no meu dia a dia. Por essa razão decidi partilhar todos esses aspectos aqui, convosco no reNUvar.

Tudo isto será visível nos próximos artigos, por isso vão passando por aqui, pela nossa página do Facebook ou Instagram.

Obrigado,

David.

 

Publicado a Ago 12, 2015

Black & White “bodyscapes” – Paisagens corporais

Publicado em NUTICIAS
Comentários Deixa um comentário

Black And White

A série  de Black & White “bodyscapes” de Anton Belovodchenko quebra o molde do nu artístico da melhor maneira. É uma espetacular mistura de contorções, alto contraste retratista, aliado ao toque de sensualidade do corpo humano que resultam em autenticas paisagens corporais. O Site 500px publicou recentemente  31, dos “bodyscapes” existentes na galeria de Belovodchenko .

Publicado a Mai 26, 2015

YOGA NUDISTA – CONHECE OS BENEFÍCIOS

Publicado em CORPO E MENTE
Comentários Deixa um comentário

Dizem os adeptos deste “novo” modo de praticar Yoga que, quem experimenta, dificilmente voltará a praticar vestido.

O Yoga nudista, tem vindo a ganhar bastante terreno em solos internacionais e até já chegou a Lisboa através da parceria entre Sociedade Portuguesa de Naturalogia e a Federação Portuguesa de Naturismo.

Este conceito, nasceu na Índia onde os praticantes se despiam física e mentalmente, de todos os bens materiais e espirituais proporcionando assim uma nova abordagem ao conceito de “ser livre”.

Este conceito, não tão diferente do naturismo, começou novamente a ser praticado em vários estúdios de Yoga e começou rapidamente a ganhar adeptos por todo o mundo.

Mas terá o Yoga nudista mais benefícios?

Sem duvida.

yoga nudeAumento da auto-estima – A nossa auto-estima e sensação de bem estar com a aparência do nosso corpo é algo difícil de atingir nos tempos que correm. O corpo humano é cada vez mais, visto como um objecto, um produto. Todos os dias somos bombardeados com a ideia do “corpo perfeito”. Numa aula de Yoga nudista isto não existe. Apenas existimos nós. Rapidamente aprendemos a respeitar o nosso corpo tal como ele é, com as suas virtudes e os seus defeitos.

Socialização – A nossa abordagem à socialização com outras pessoas muda completamente. Vais aprender a respeitar o corpo humano e tudo aquilo que ele é capaz. Sem roupa, não importa qual o estatuto social das pessoas. Irás aprender a conhece-las tal como elas são. Rapidamente, o conceito de nudez irá mudar completamente.

Liberdade – Acredita. Irás desligar-te do mundo completamente.

Saúde – Não deixa de ser Yoga e a verdade, é que não existem assim tantas actividades físicas que possas praticar num ambiente social completamente despido. O Yoga é actualmente uma das actividades físicas mais exigentes e que trás resultados bastante positivos que irão aumentar a tua qualidade de vida a longo-prazo. Aproveita, irás exercitar a mente e o corpo.

Diversão – Todos nós temos as nossas rotinas, o nosso dia-a-dia, o stress do trabalho. Tudo isto pode ser atenuado se nos divertirmos. Experimenta uma sessão de Yoga nudista e acredita, irás esquecer os teus problemas enquanto estiveres dentro do estúdio.

Os benefícios, são maioritariamente psicológicos mas sem duvida que todos deveriam experimentar, pelo menos uma vez.

Onde praticar?

LISBOA  (apenas para federados FPN) – DE OUTUBRO A JULHO AOS 3 PRIMEIROS SÁBADOS DE CADA MÊS,
ENTRE AS 11H30 E AS 12H30 

Morada: Rua João de Menezes, 1 , 1900-266 Lisboa

Contacto: 21 346 33 35 / spn@eco-gaia.net

Relembramos que só os federados FPN poderão participar nestas aulas de Yoga. É uma boa oportunidade para te tornares sócio da FPN. Aproveita 🙂

www.fpn.pt

 

Publicado a Abr 27, 2015

NAT FEST 2015

Publicado em EVENTOS
Comentários Deixa um comentário

festnat

 

 

 

 

 

O NAT FEST 2015 é uma óptima ocasião para celebrar o início da estação quente, e uma ocasião alegre de encontro para todos aqueles que gostam de naturismo e considerá-lo como o seu modo de vida.

O festival organizado pela  Vita Naturista (Itália)  tem como objectivo promover o naturismo e os seus valores positivos entre a população.
O NAT FEST é já um ponto de  encontro anual para todos os naturistas e realiza-se todos os anos em locais diferentes

Depois da sua primeira edição em Capalbio (Toscana) no mês Maio de 2014, a edição deste ano terá lugar na  Marina di Camerota nos dias 21 e 24 de Maio.
O festival é dedicado a todas as pessoas que gostam do estilo de vida naturista mas também a todos aqueles que gostariam de conhecer mais sobre esta filosofia  de vida.
O festival é um evento para todos, jovens ou velhos, solteiros ou famílias.

 

Fonte: http://www.festivalnaturista.it/

Scroll to top